Fim de jogo para a Desportiva Guarabira

Quanto ao fato da Associação Desportiva Guarabira ter desistido de participar da segunda divisão do Campeonato Paraibano, temos duas versões: a de Domingos Sávio, presidente do time, que declarou na imprensa local não ter recebido apoio da Prefeitura de Guarabira; e a do secretário de Esportes, Humberto Santos, que rebateu as críticas do dirigente afirmando que em nenhum momento a diretoria do clube procurou a PMG com um projeto detalhado sobre a participação da equipe no campeonato, para que a gestão pudesse ter uma ideia de como e de quanto seria a contribuição. Humberto Santos relatou também que, sequer, o Estádio Municipal Silvio Porto foi solicitado para ser usado durante a competição.

Eu entendo que independente de Domingos Sávio ter procurado a PMG apresentando um 'projeto burocrático' à gestão atual, se havia realmente interesse do governo municipal em apoiar o time do brejo durante a segunda divisão do Campeonato Paraibano, então, por que não se adiantou requerendo a devida documentação e oferecendo apoio público ao time? Esta é a pergunta que se faz neste momento. Afinal, todo mundo sabe que o clube esportivo existe, que havia vontade de participar do campeonato e, claro (!), ninguém aqui é doido para rejeitar patrocínio – desde que também não seja uma ajuda e custo.

Diante disso tudo, então, a minha conclusão é a seguinte: quando se quer fazer, faz. Agora quando não há interesse, principalmente o poder público, a oportunidade é ignorada e simplesmente passa. É fim de jogo para a Desportiva Guarabira. A oportunidade passou mais uma vez.

Blog do Ikeda, com informações de Geano Sousa e do PortalMidia.Net

Postar um comentário